Translate

sexta-feira, novembro 04, 2016

Beyoncé é vítima de racismo após se apresentar em premiação country: “negra do cabelo falso”

Beyoncé fez uma apresentação surpresa na noite desta quarta-feira no Country Music Association Awards, ao lado do grupo Dixie Chicks, com uma mensagem implícita sobre as relações raciais nos Estados Unidos. Ela subiu, de surpresa no palco, e cantou a música “Daddy Lessons”, de seu álbum mais recente. Apesar de ter ahasado – como sempre – na performance nem tudo foi alegria. Na página da premiação no Facebook choveram comentários racistas à Beyoncé. “Ela tem que só dançar os pops dela. O que essa negra está fazendo aí?”, escreveu um seguidor. Outra seguidora escreveu criticando o cabelo de Bey. “Negra do cabelo falso”. A música “country” está historicamente vinculada à cultura branca do sul dos Estados Unidos. Como Beyoncé recentemente expressou apoio ao movimento Black Lives Matters (As vidas dos negros importam) acabou sendo vítima dos racistas. As Dixie Chicks e Beyoncé abriram o show apenas com a palavra “Texas”, estado em que as integrantes do grupo e a cantora moram.
As Dixie Chicks já tinha sido vítimas do preconceito country depois que a líder do grupo Natalie Maines criticou, em 2003, durante um show em Londres o ex-presidente dos EUA,George W. Bush. Em 2007 o grupo conquistou o Grammy de melhor álbum do ano (Taking the Long Way), além de melhor música e melhor gravação (Not Ready to Make Nice).”Essa negra só poderia se juntar com essas cantoras ruins mesmo. Ódio total”, disse outra seguidora na página da premiação.
Depois da apresentação, as Dixie Chicks – que incorporaram a letra de seu sucesso “Long Time Gone” na canção – disponibilizaram o download gratuito da colaboração com Beyoncé.
Correio 24h

Nenhum comentário: