Translate

terça-feira, maio 03, 2016

Veneno de vespa brasileira mata células de câncer.

Veneno de vespa brasileira mata células de câncer sem atingir células saudáveis. O veneno da vespa tem uma toxina chamada  Polybia-MP1, que é produzida pela vespa Polybia paulista, conhecida como “paulistinha”. O estudo, publicado na revista Biophysical Journal , descreve como a toxina MP1 reage com moléculas de gordura existentes na membrana das células cancerosas. Desse modo, a toxina abre furos nas células, tornando-as mais permeáveis. De acordo com o pesquisador João Ruggiero Neto, da Unesp, esses buracos levam segundos para se formarem, permitindo que moléculas como RNA e outras proteínas escapem da célula, inutilizando-a.
Experimentos já demonstraram que a toxina pode inibir o crescimento de células de câncer de próstata, bexiga e leucemia, que se mostraram resistentes a outros tratamentos.
A descoberta é especialmente especial porque pode dar início a uma classe inteiramente nova de tratamento anticâncer, a partir do veneno desse inseto. Mais pesquisas serão feitas para utilizar essa descoberta para fins terapêuticos.
Reportagem completa no site Diario de Biologia

Nenhum comentário: