Translate

quarta-feira, abril 06, 2016

Gigantesca espaçonave estacionada no limite do sistema solar.

Vivemos presos aqui por uma Raça que nos aprisionou a 320.000 anos e não conseguimos velos pelo fato de que estamos na 3ª dimensão e eles vivem na 4ª dimensão de forma que quando morremos caímos imediatamente lá na 4ª dimensão ai todas essas crenças que nos foram empurradas é pra nos levar devolta pra cá novamente...! eles assim que vc sai do seu corpo já ficam esperando preparados fantasiados de acordo com sua crença e te mandam de volta pra cá...! e os seres que querem nos ajudar não podiam entrar aqui até 2012 pois se não ficariam presos aqui como muitos ficaram...!Enorme espaçonave  Interestelar Alienígena estar estacionada nos limites do sistema solar.
A distante localização do bizarro objeto, em formato de ampulheta encontrado no Cinturão de Kuiper, girando como uma hélice, enquanto orbita o sol, nos limites do sistema solar, de acordo com um astrônomo da Queens University de Belfast, Irlanda.” [EuroPlanet]. O objeto se move em movimento rotacional como se fosse algum tipo de imensa espaçonave estelar. NA DISTANTE REGIÃO DOS LIMITES EXTERNOS DO SISTEMA SOLAR CONHECIDA COMO CINTURÃO DE KUIPER, UM ESTRANHO OBJETO SE MOVE EM MOVIMENTO ROTACIONAL COMO SE FOSSE UMA ESPAÇONAVE ALIENÍGENA INTERESTELAR GIGANTE EM FORMA DE AMPULHETA .
A localização distante do bizarro objeto, em formato de ampulheta encontrado no Cinturão de Kuiper, girando como uma hélice, enquanto orbita o sol, de acordo com um astrônomo da Queens University de Belfast, Irlanda.” [EuroPlanet]
O Cinturão de Kuiper (Kuiper’s Belt), também chamado Cinturão de Edgeworth ou Cinturão de Edgeworth-Kuiper, é uma área limítrofe do sistema solar que se estende desde a órbita de Netuno (a 30 UA do Sol) até 50 UA do Sol. Os objetos do cinturão de Kuiper são comumente chamados de KBO (Kuiper belt object). A origem do cinturão de Kuiper é incerta, mas acredita-se que seus objetos são remanescentes da nebulosa protossolar que deu origem ao Sistema solar, ao Sol e aos planetas. 
KBOs são rochas congeladas contendo metano, amônia e água com tamanhos que podem variar de 100 a 1000 km, com alguns maiores que isto. Estima-se que no passado eram maiores e mais numerosos, mas interações com os planetas (principalmente Netuno) e colisões mútuas acabaram por expulsar boa parte deles, seja em direção ao Sol ou aos planetas internos, como Júpiter, seja para regiões externas do Sistema Solar, para região da Nuvem de Oort.
Um famoso astrofísico argumentou que a lua Phobos, uma lua de Marte, poderia ser uma nave espacial gigante.  Ele encontrou evidências de que ela seria oca e teorizou que o pequeno planetoide Phobos realmente seria uma nave espacial muito avançada de outra parte da galáxia.
(n.t. A lua marciana Phobos, é um dos dois maiores pedaços que restaram do planeta MALDEK, e que hoje é usada como uma base subterrânea pelos próprios maldequianosSaiba mais em:http://thoth3126.com.br/category/maldek/)
Deimos, a outra lua de Marte, também poderia ser uma nave espacial em órbita do planeta Marte, ele escreveu. [See Before It’s News “Astrophysicist: Giant spaceships are orbiting Mars”]

Nenhum comentário: