Translate

segunda-feira, maio 04, 2015

O Devastador Silicone Líquido

Texto do blog do doutor  Dr. Marcio Littleton cirurgia Plastica:

De todas as formas ilícitas de feminização do corpo, a injeção de silicone líquido é sem dúvidas a que mais provoca danos irreparáveis. Foi pensando nisto que escolhi este tema para o meu primeiro texto nesse blog.
     Há mais de 100 anos, médicos e pessoas leigas têm praticado injeções subcutâneas e intramusculares de fluidos altamente viscosos para restaurar e modificar o contorno corporal. Inicialmente, o óleo mineral e a vaselina foram utilizados e suas complicações foram relatadas predominantemente na primeira metade do século passado. Já as injeções de silicone líquido tornaram-se populares depois da Segunda Guerra Mundial porque estudos preliminares indicaram que o silicone era bem tolerado e provocava pouca reação local e nenhuma reação sistêmica.
     Logo se tornou óbvio que o silicone injetável não era tão inerte quanto anteriormente antecipado. Entretanto, as injeções subcutâneas e intramusculares de silicone e óleo mineral continuaram populares como um método barato e alternativo à cirurgia plástica convencional. Como tal, são oferecidas a transexuais e travestis de forma a parecer um procedimento simples para feminizar a face, mamas, glúteos, quadris e panturrilhas. 
     Muitos litros desses fluidos necessitam ser injetados para obtenção de feminização corporal. A quantidade pode variar de 1,5 a 8 litros e a aparente simplicidade da técnica tende a disfarçar que graves complicações podem seguir-se a essas injeções impróprias e sem cuidados específicos. São elas, inflamações agudas, fibroses severas, granulomas, siliconomas, necroses, amputações, migração gravitacional, contorno desproporcional e deformidades, fístulas, alteração de coloração e textura da pele, linfoadenopatia, compressão de órgãos, embolia pulmonar, pneumonia, hepatite, pancitopenia e morte.
     Espero ter orientado a quem esteja pensando em submeter-se a este procedimento ilegal. A remoção cirúrgica de todo o silicone injetado é impossível e não existe tratamento para modificar os efeitos do silicone nos tecidos. Quem possui silicone injetado deve ser acompanhado por um médico familiarizado como o tema. Em vista dos riscos, a feminização com uso de silicone líquido ou óleo mineral deve ser condenada por todos.

Maiores informaçoes Dr. Marcio Littleton cirurgia Plastica

Nenhum comentário: