Translate

terça-feira, maio 26, 2015

B.B. King foi envenenado, afirmam filhas do músico

Duas filhas de B.B. King, morto no dia 14 de maio aos 89 anos, estão acusando duas pessoas próximas do músico de envenená-lo. De acordo com o site do jornal britânico The Guardian, Karen Williams e Patty King afirmam que os membros da família do músico foram impedidos de visitá-lo e que sua empresária, LaVerne Toney, e seu assistente pessoal, Myron Johnson, apressaram sua morte. "Eu acredito que meu pai foi envenenado e que foram administradas substâncias estranhas", afirmaram Karen e Patty em declarações idênticas à polícia de Las Vegas. Os depoimentos foram entregues à agência Associated Press pela advogada das filhas de King, Larissa Drohobyczer. "Eu acredito que meu pai foi assassinado", disseram elas. A polícia investiga as acusações.
Segundo o site do Guardian, King confiou a Toney a execução de seu testamento, que vai dividir entre os familiares do músico uma fortuna que pode chegar a dezenas de milhões de dólares. Johnson estava próximo de King quando ele morreu em sua casa, em Las Vegas, sem a presença de nenhum familiar. Toney e Johnson se recusaram a comentar as acusações.
De acordo com John Fudenberg, médico legista responsável pelo caso, foi realizada uma autópsia neste domingo, mas os resultados devem levar até oito semanas para ficar prontos. As investigações não devem interferir nas homenagens a King planejadas para esta quarta-feira em Memphis, no Estado de Tennessee, e no enterro, programado para o sábado na cidade natal do músico, Indianola, Mississippi.

Nenhum comentário: