Translate

quarta-feira, abril 15, 2015

A Travesti Verônica foi presa e torturada, isso pode acontecer com você amanhã

A travesti Verônica Bolina - que está presa desde domingo (12) e que causou comoção nas redes sociais, após aparecer com o rosto desfigurado em uma foto - gravou um áudio para dizer que não foi torturada por policiais.
Após escutar os áudios, a militante Bárbara Aires declarou que Verônica não foi ferida apenas pelas agressões e que a integridade dela foi desrespeitada em inúmeros momentos. "Existe uma resolução da Secretaria de Direitos Humanos dizendo que como pessoas trans presidiárias devem ser tratadas. Não pode cortar o cabelo mais, porque já é uma agressão física, psíquica e emocional. Ela foi exposta nacionalmente com os seios à mostra, para ser deslegitimada como mulher. E o rosto daquele jeito é o quê? O papel da polícia não é agredir, não é revidar, é conter e imobilizar uma pessoa que está cometendo um ato infracional". A militante ainda questionou o fato de Verônica estar em um presídio masculino e utilizar roupas masculinas. 

No caso, Verônica foi presa no domingo acusada de agredir uma senhora do seu prédio (12). Ela se tornou notícia depois de ter mordido a orelha de um carcereiro. E gerou comoção entre familiares, amigos e militantes ao ter uma foto divulgada na internet, em que aparece com o rosto desfigurado e com os seios de fora. Na campanha #somostodasVerônica, ressaltaram o fato de ela ser referida como homem pela mídia e não ter a sua versão relatada nas matérias.

Reportagem A CAPA

Até quando essa homofobia ficará impune no Brasil ? Veronica so podera falar realmente a verdade quando estiver segura em algum lugar...

POLICIAIS HOMOFOBICOS TORTURAM E TIRAM A DIGNIDADE DA MULHER TRAVESTI VERONICA BOLINA.
ESSA ERA VERONICA ANTES DE SER TORTURADA POR POLICIAIS


11 comentários:

renisson barbosa disse...

isso é um absurdo

Gilmar Ferreira disse...

Teve atitudes de vagabundo (arrancou parte da orelha do carcereiro, agrediu uma senhora) mostrando bem como é seu comportamento. Agiu como tal, merece ser tratado como tal, independente da sua aparência.

michelly trindade disse...

Ata quer diser que a Travesti pode ser tratada como tal neh e os filhos que matam os.pais os pais que estrupam filhos e aquela moça.que virou lésbica que mato os pais o jogador que esquartejou a namorada grávida esses não podem Ser agredido neh pois eu eu bato no meu beijo eu não levo desaforo pra mais não levo mesmo sou Travesti sou casada trabalho de carteira assinada e mereço respeito gualquer desonestidade com migo o bicho pega porque eu e muitas como eu estamos cançada de desonestidade e discriminação chega bando de homofóbico chega

Águas da Vida News disse...

Gilmar Ferreira a questao nao é contestar o crime da mesma mas a forma pela qual ela foi encaminhada a delegacia, quanto aquilo que ela fez existe leis para julga-la e nao precisa de carrascos que atirem a primeira pedra nela, é inconcebivel aceitar torturas de quem deveria apenas encaminha-la a delegacia. Se voce é pobre nao esta livre no Brasil de passar por uma agressao policial e ser vitima de injustiças.

Águas da Vida News disse...

Enquanto existirem pessoas que aprovem justiça pelas proprias maos, torturas e agressoes pela policia, o Brasil jamais chegara ao nivel de primeiro mundo, talvez precisamos de mais 1000 anos para evoluir e chegar ao nivel da Europa.

Juliana Gomes disse...

Complicado esse tema...
Não! Eu não concordo que a travesti ou qualquer outra pessoa devesse ser espancanda por um agente além da lei não permitir. Mas vou fazer uma "obs" aqui: A Verônica não foi agredida pq os agentes eram homofóbicos. Ela foi agredida por ter ARRANCADO a orelha de um agente. Não que isso o exima de culpa ou justifique o espancamento. Mas venhamos e convenhamos a matéria está induzindo o leitor a defender o ideal do autor ao invés de formar uma consciência crítica. O que é normal na imprensa brasileira. Quase não vemos matérias "limpas" por aqui.
Minhas ponderações são: Não há que se discutir o fato de direitos humanos terem sido violados. A moça está despida e teve seus cabelos cortados. Em relação ao presídio masculino ser inadequado eu indago. Se a força da jovem, cientificamente falando, é a força de um homem, como poderiam agentes mulheres conter a sua fúria caso estivesse um presídio feminino? Se de um homem ela arrancou uma orelha, o que teria feito com alguém de sexo oposto? Entendam que não estou defendendo pontos de vista. Estou é questionando a eficácia da medida proposta.

Águas da Vida News disse...

Salve Juliana Gomes
Segundo relatos ela so arrancou um pedaço da orelha do policial porque estava sendo torturada por eles, a agressao ela sofreu antes e para se defender atacou o policial mas nada justifica violencia, se um povo aceita tortura e agressoes da parte da policia que deveria proteger o cidadao esse povo tem aquilo que merece e mais cedo ou mais tarde chegara a vez de um inocente trabalhador, que nao é novidade as estatisticas colocam o Brasil em primeiro lugar em assassinatos contra travestis logo atras do México. Isso é barbaro, nao estamos defendendo a violencia de Veronica mas a crueldade praticada, volto a falar que ela agrediu o policial porque foi agredida violentamente primeiro com socos e pontapés... Mas é apenas uma travesti para muitos no Brasil nao se trata de ser humano.

César Henrique Xavier Rosa disse...

É aí que tá: "segundo os relatos" que defendem o ponto de vista do travsti. Muito achismo dos dois lados mas nada da VERDADE, que talvez nós nunca teremos acesso. O único fato: Detida por tentativa de homicídio a uma senhora de 73 anos. O resto, é a visão enviesada dos dois lados.

Águas da Vida News disse...

Salve César Henrique Xavier Rosa
A questao aqui nao é defender o criminoso nem o crime mas a forma como a policia brasileira aborda os brasileiros, desmilitarizaçao da policia seria um grande passo, porque temos a policia que operava no tempo da ditadura, se o Brasil é uma naçao democratica nao tem porque ter policiais militares as agressoes e a truculencia por parte da policia, abuso de poder e outras formas de agressoes ao povo brasileiro é descomunal, todo criminoso deve pagar pelo crime mas torturar um criminoso é arcaico e quando uma populaçao aplaude e apoia esse tipo de conduta entao a unica coisa que nos resta é dizer que cada povo tem a policia que merece, e se voces forem ver o abuso de poder dos policiais vao longe, no proprio facebook em sua pagina faca na caveira eles postam videos de pessoas sendo abordadas por eles com a arma na cara simples cidadaos, como exemplo tinha um video onde um rapaz alcoolizado dormiu emcima da genitalha do amigo dentro de um carro, os policias filmaram a cena e numa tentativa de humilhar sem preservar a dignidade e a privacidade das pessoas eles postaram o video no facebook, na cena mostra a falta de capacidade da policia ao abordar os cidadaos sendo ameaçados pelo policial com uma arma na cara. Isso é a policia que voces querem e apoiam? Cuidado que amanha podera ser vitima um de voces, acordem.

César Henrique Xavier Rosa disse...

Bem, já que parece-me que você concordou com meu comentário vou responder o seu. Também defendo a desmilitarização da PM, porém não acredito que somente isto acabará com os abusos. Na verdade, acho que pode até aumentar ou não alterar nada. Seria ingeniudade que tal ação acabaria com os abusos, basta ver os exemplos internacionais.

Michel Jackson disse...
Este comentário foi removido pelo autor.