Translate

segunda-feira, janeiro 12, 2015

Violência no Brasil

A violência no Brasil se tornou uma coisa normal, as pessoas não protestam mais, aceitam de cabeça baixa resignados pela má administração de politicos corruptos que não tem nenhuma preocupação em esconder os furtos aos cofres publicos e a falta de dignidade e respeito pela população é descomunal. Morrem mais pessoas no Brasil que em qualquer guerra que exista no planeta, uma chacina constante, trabalhadores saem de casa e não sabem se voltam, a política não importa em criar leis mais rígidas porque essas leis poderão servir para os políticos corruptos, a ignorância desses políticos é imensa, um país extremamente violento perde-se todo ano bilhoes de dólares em turismo e investimentos de capitais estrangeiros, esse descaso vem acontecendo há muitos anos. Vamos falar da polícia mal paga e quando prende o delinquente os juízes soltam por um motivo o outro, a desilusão da polícia é tremenda, apesar de que num país que se diz democrático, será? Ainda se tem policiais militares, por que? Não compreendo a razão da polícia militar num país que se diz democrático, são contradições que mostra a verdadeira face de um Brasil com leis que não são respeitadas nem pelos proprios políticos, alias o proprio governo ignora as leis o que falar do cidadão? Na verdade se vive uma grande anarquia onde o governo desarmou a população para ficar mais facil para o bandido roubar. O povo brasileiro vive acoado sem esperança e sem motivação propria, patriotismo não existe mais, palavra que autrora era motivo de orgulho para toda pátria Brasil. Em quanto isso a população vai sendo estuprada pelo governo e extirpada pela chamada bala perdida, qual bala perdida? Quem foi que perdeu uma bala? A bala nunca foi perdida, ela veio de alguma arma que os governantes deixaram circular, mas somente na mão de bandido. Cidadão de bem não pode se defender, deve ser estuprado em silencio e no final pedir obrigado pelo estupro, volte sempre, a casa agradece!

Autor: Blog Aguas da Vida

Nenhum comentário: