Translate

sexta-feira, janeiro 09, 2015

Polícia mata sequestradores em ação dupla em Paris

Reféns liberados no mercado kosher de Paris. - foto
  • Segundo informações da agência de notícias France Presse, Cherif e Said Kouachi, os dois irmãos acusados do ataque à revistaCharlie Hebdo, foram mortos pela polícia francesa durante a operação que libertou o refém por eles mantido.
  • Pouco após 14h (de Brasília), a polícia invadiu a gráfica em que os irmãos Kouachi haviam se refugiado nesta sexta-feira, depois de dois dias fugindo das autoridades.
  • Em Porte de Vincennes, cerco a supermercado judaico também termina com a morte de homem que mantinha reféns. Segundo a mídia francesa, o homem é Amedy Coulibaly, que também seria responsável pela morte de uma policial na quinta-feira.
  • Reféns foram vistos saindo do supermercado.

  • 15:44 O jornal francês Le Monde, citando fontes policiais, disse agora há pouco que Hayat Boumedienne, namorada de Amedy Coulibaly, o sequestrador morto no cerco ao supermercado judaico em Paris, não estava no local. Ela também é suspeita da morte a tiros da policial Clarissa Jean-Phillipe na quinta-feira.

  • 15:33 GMT

    Um repórter do Le Nouvel Observator, Donald Hebert, afirma que a operação policial parece ainda não ter tido fim. De acordo com o jornalista, a polícia ainda estava "claramente procurando por alguém...possivelmente cúmplices" da suposta dupla de sequestradores.
  • 15:03 GMT Quatro reféns mortos em supermercado tomado por atirador em Paris, disse uma fonte da polícia citada pela agência Reuters; atirador foi morto, disse a  polícia.

Nenhum comentário: