Translate

domingo, janeiro 18, 2015

Mulher é agredida pela PM durante ato contra aumento de tarifas; vídeo flagra tudo

Mulher é jogada no chão e arrastada durante o ato realizado contra o aumento da tarifa do transporte público no RJ. Policiais Militares estavam sem identificação. Vídeo flagrou série de arbitrariedades.

Divulgado pela ONG Justiça Global na sua rede social, neste final de semana, um vídeo flagrou uma série de arbitrariedades na abordagem da Polícia Militar do Rio de Janeiro, durante o ato realizado contra o aumento da tarifa do transporte público na cidade carioca, na última sexta-feira.
O vídeo é uma gravação do material registrado pelo Coletivo Tatu. Nele uma mulher negra é arrastada e agredida pelos PMs que tentam isola-la na Travessa dos Poetas de Calçadas, entre a Rua Treze de Maio e a Avenida Senador Dantas, no Centro do Rio.
Apesar da tentativa de afasta-la, jornalistas e manifestante acompanharam a ação dos policiais, que estavam sem identificação, e registraram a ação. Jogada no chão, repetidas vezes a mulher gritou “ele quebrou meu braço”, enquanto um dos policiais tentava algema-la.
A mulher foi encaminhada a 17ª Delegacia de Polícia. Não há confirmações sobre sua identificação e seu estado de saúde, mas, segundo a Justiça Global, os advogados do Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH), da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e o Coletivo de Advogados do Rio de Janeiro (CDA-RJ) acompanham o caso.

Nenhum comentário: