Translate

quarta-feira, dezembro 10, 2014

Novo filme de Angelina Jolie desperta ira no Japão

'Invencível', nova aventura da atriz na direção, é acusado por grupo conservador japonês de distorcer fatos históricos e depreciar a imagem do país.
Um grupo conservador do Japão está acusando o novo filme de Angelina Jolie, Invencível, de racismo e quer bani-lo do país. De acordo com o site do jornal britânico The Telegraph, o longa e o livro em que foi baseado, Invencível - Uma História de Sobrevivência, Resistência e Redenção, de Laura Hillenbrand, se tornaram alvo de queixas por cenas em que o atleta olímpico americano Louis Zamperini é torturado por japoneses, durante a Segunda Guerra Mundial. Sete anos após competir na Olimpíada de Berlim, em 1936, Zamperini se alistou no Exército dos Estados Unidos. Na guerra, sofreu um acidente com o avião da Força Aérea Americana, que caiu no meio do Oceano Pacífico. Após sobreviver em um bote salva-vidas por 47 dias, ele acabou capturado pelos inimigos japoneses. Tanto o livro como o filme descrevem ações de crueldade de soldados orientais contra os inimigos capturados, que eram agredidos, queimados, esfaqueados, decapitados e até comidos vivos em atos de canibalismo. Invencível estreia no Brasil em 15 de janeiro de 2015.
hipnoseandreiacamargo.jpg

Nenhum comentário: