Translate

sexta-feira, dezembro 26, 2014

Em vídeo, Samuel L. Jackson desafia celebridades a cantar música contra racismo da polícia

O ator Samuel L. Jackson (“Os Vingadores”, “Pulp Fiction”) não se calou diante da morte de dois jovens negros (leia aqui e aqui) pela polícia americana. Os policiais foram declarados inocentes pela corte de seus respectivos estados, causando uma indignação nos Estados Unidos como não se via há muito tempo
Neste domingo (14), o astro divulgou um vídeo desafiando “todas as celebridades que jogaram um balde de água fria na cabeça” a cantar uma música contra o racismo da polícia, usando a frase de protesto “Eu não consigo respirar”, últimas palavras de Eric Garner antes de morrer com um golpe considerado ilegal aplicado por um policial em Nova York. A letra é mais ou menos assim:
"Eu posso ouvir meu vizinho chorando, "Eu não consigo respirar"/ Agora estou numa batalha e "não posso sair"/ Denunciando a violência da polícia racista/ Não vamos parar até as pessoas serem livres."
Por causa disso, Jackson virou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais no fim de semana. 
Nenhum artista ainda respondeu ao desafio. Jogar balde com água gelada é fichinha quando você defende o combate à uma doença. Quero ver quem vai tomar posicionamento contra um assunto tão polêmico nos EUA quanto à violência policial.



Nenhum comentário: