Translate

sábado, novembro 22, 2014

Mãe do dançarino DG que foi morto detona Regina Casé e a chama de falsa, mentirosa e cretina

Sete meses depois, o assassinato de Douglas Rafael da Silva Pereira, o dançarino DG do Bonde da Madrugada, do “Esquenta!”, volta a causar polêmica - o rapaz foi encontrado morto com marca de tiro na manhã do dia 22 de abril, na comunidade do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro.
Durante uma mesa redonda na SerNegra (Semana de Reflexões sobre Negritude, Gênero e Raça), evento como parte das comemorações ao dia da Consciência Negra, realizado nesta quinta-feira, 20, no Rio, a mãe de DG, dona Maria de Fátima, soltou o verbo contra Regina Casé ao ser questionada por uma espectadora sobre o tratamento dado pela imprensa à cobertura da morte do filho.
Segundo Maria de Fátima, a apresentadora global e uma produtora do programa orientaram-na a responder somente o que Casé perguntasse, e que em nenhum momento a polícia deveria ser culpada pelo episódio. A mãe de DG ainda criticou o tratamento recebido nos bastidores, queixando-se do camarim apertado, da comida oferecida – ao que disse se tratar de feno, erva seca dada a animais – e de um serviço de beleza.
Em seguida, Maria chamou Regina de falsa e mentirosa e acusou a global de não a ter procurado até hoje. Fátima ainda revelou ter em posse uma agenda escrita pela produção da atração com algumas orientações que deveriam ser seguidas durante as gravações. Ainda de acordo com ela, a intenção era mostrar fotos para sensibilizá-la e fazê-la chorar.
Também na agenda, que carregaria um logotipo do “Esquenta!”, dona Maria afirmou estar escrito, dessa vez pela própria Casé, o seguinte: “Nunca foi minha vontade fazer programa para pobre, nem para periferia. Minha vontade era de fazer Vanguarda, mas o Boninho [diretor] não deixou”.
hipnoseandreiacamargo.jpg

Nenhum comentário: