Translate

sábado, março 26, 2011

Rio condena criança de 2 anos e 5 meses à morte


Rio - Há quase 4 meses, as famílias de Andrew Araújo, 1 ano e 7 meses, e Matheus da Silva, 2 anos e 5 meses, enfrentam um pesadelo: o de não saber se os bebês estarão vivos no dia seguinte. Eles estão internados em estado gravíssimo no Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) à espera de um transplante de fígado. Cirurgias desse tipo estão paralisadas desde janeiro: anestesistas especializados nelas pediram demissão por não receberem o adicional por plantão hospitalar (APH).

“Em fevereiro, depois que O DIA fez série de reportagens, o ministro (Alexandre Padilha, da Saúde) prometeu que meu filho ia operar logo, e até hoje nada aconteceu. Meu bebê voltou a ser internado às pressas quarta-feira. Ao lado da cama, colocaram aparelho de ressuscitação. O ministro não sabe o que é ver um filho esperando pra morrer”, desabafou o pai de Andrew, Adailton Francisco.
Saiu no terra

Nenhum comentário: