Translate

segunda-feira, julho 26, 2010

Para especialista, ‘questões econômicas’ favorecem uso de amianto no Brasil


A pressão de grandes grupos econômicos, que fazem do Brasil um dos maiores produtores mundiais de amianto, é apontada como um dos principais motivos para que o uso desse mineral ainda seja permitido no país.
A avaliação é de Guilherme Franco Netto, diretor de saúde ambiental do Ministério da Saúde e especialista em saúde pública. Segundo ele, “questões econômicas” favorecem a produção e o consumo de amianto no mercado brasileiro.
“Nosso trabalho tem sido o de mostrar ao mercado e a setores do governo o mal que essa substância pode causar à saúde das pessoas. Mas sabemos que existe uma tensão nesse debate, já que o Brasil é um grande produtor mundial”, disse o especialista em entrevista ao programa Business Daily, da BBC.
“Enquanto não tivermos uma posição final do governo, os defensores do amianto estarão vencendo esse debate, já que a situação atual beneficia esse grupo”, disse o diretor do Ministério da Saúde.
Em poucas palavras os politicos que defendem o amianto tem interesses financeiros em nao condenar o uso no Brasil.

Saiu na BBC Brasil

Nenhum comentário: