Translate

quarta-feira, julho 07, 2010

candidatos ao Senado declaram patrimônios milionários


DAHIANA ARAÚJO
Direto de Fortaleza
No Ceará são os candidatos ao Senado que declaram à Justiça Eleitoral os maiores patrimônios financeiros. Enquanto, os postulantes ao cargo possuem bens que somam juntos mais de R$ 100 milhões, os postulantes ao Governo do Estado apresentaram listas que, somadas, não chegam a R$ 4 milhões.
Quem sai na frente é o empresário e senador, Tasso Jereissati (PSDB), candidato à reeleição, que possui um patrimônio de R$ 63,5 milhões. Logo após o tucano vem o deputado federal, empresário e também postulante ao Senado, Eunício Oliveira (PMDB), com bens que ultrapassam os R$ 36,7 milhões.
Em seguida, vem o deputado federal José Pimentel (PT), candidato ao Senado na chapa do governador Cid Gomes (PSB) e que possui um total acima de R$ 972 mil. O empresário Alexandre Pereira (PPS), candidato ao Senado pela chapa PR-PPS, declarou um montante de R$ 588 mil. A candidata Marilene Torres (Psol) apresentou lista de bens no valor de R$ 110 mil.
Entre os postulantes ao Governo do Ceará, quem declarou maior valor em bens, R$ 1,4 milhão, foi o ex-governador do Estado, Lúcio Alcântara (ex-PSDB e atual PR), que também é médico. Depois dele vem o candidato do PV, Marcelo Silva, com R$ 951 mil.
Em seguida, está postulante tucano ao cargo, deputado estadual, Marcos Cals, que declarou patrimônio um pouco acima de R$ 800 mil e somente depois dele vem o atual governador do Ceará, Cid Gomes, com um montante de R$ 511 mil em bens informados à Justiça.
O candidato cearense ao Senado Federal pelo Partido Verde (PV), Paulo Eduardo Teixeira, assim como a postulante ao Governo do Ceará pelo PSOL, Soraya Tupinambá (Psol), não declarou bens à Justiça Eleitoral. Já os demais candidatos ao cargo de chefe do Executivo Estadual, Maria da Natividade (PCB) e Francisco das Chagas Gonzaga (PSTU) ainda não aparecem na lista do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Saiu no Terra

Nenhum comentário: