Translate

terça-feira, outubro 24, 2006

Crônicas & Críticas

A dura escolha...

Alckmin ataca corrupção; Lula reage com ironia
O terceiro debate do segundo turno das eleições presidenciais, realizado pela Rede Record na noite de segunda-feira, teve como principais destaques a retomada de um tom mais agressivo pelo candidato Geraldo Alckmin e a reação irônica do presidente Lula.

Em posição de desvantagem nas últimas pesquisas eleitorais, Alckmin buscou um meio termo entre o elevado nível de agressividade que apresentou no primeiro debate, realizado pela Rede Bandeirantes, e a moderação do segundo, organizado pelo SBT.

Durante os cinco blocos do programa, o candidato do PSDB insistiu em perguntas e críticas ao presidente relacionadas aos escandâlos de corrupção que envolveram funcionários do governo e companheiros de Lula no PT.

BBC Brasil

Águas da vida comenta
Na realidade estamos entre duas péssimas opções, falamos de corrupção no atual governo do excelentíssimo senhor Lula, mas não devemos esquecer as privatizações feitas no governo de Fernando Henrique, desfazendo todo patrimonio do povo brasileiro, sem falar das corrupções escondidas em baixo de um tapete, em poucas palavras eles não nos dão opções de escolha, ou votar num homem que nada "enxerga" no seu governo ou votar em outro que traz um passado de errores nos governos de Sao Paulo, onde a violencia cresceu e nada foi feito pelo cidadão em termos de segurança, Sem falar nos milhões adquiridos pelas privatizações, onde estão toda aquela fortuna? Em quem votar? A escolha é sua!

5 comentários:

Fatima Gama disse...

Vc tem razão, mas confesso que não suporto mais tantos escandândalos e o governo Lula vai entrar no livro dos recordes rrs

A Crítica disse...

Concordo plenamente. Se em todos os governos a impressa pudesse mostrar o tamanho da roubalheira como nos foi possível neste último, veríamos o quão realmente sério o negócio está.

Hilda disse...

Desculpe discordar, mas as privatizações foram feitas no momento certo:
1- A da embraer possibilitou que hoje, muitos tenham celulares, telefones fixos... a Vale do Rio Doce, está aí, a segunda maior do mundo em mineração, exportando e trazendo divisas ao Brasil, criando milhares de empregos.
2- As empresas estavam individadas, e já pensou se também essas ainda fossem estatais? Seriam mais duas a serem roubadas pelos PT e servindo de cabides de emprego para os "cumpanheiros".

Quanto as tão faladas corrupções do governo FHC, onde estão as provas? E olhe que os petralhas, nos oito anos de governo não fizeram outra coisa do que procurar por elas. O que conclui-se que ou não existem mesmo ou esses petralhas são burros mesmo.

O fim da inflação foi no plano Real de FHC, a Lei de Responsabilidade Fiscal para evitar desvios de verbas, é de FHC, o bolsa-escola hoje de nome bolsa-família etc... e se mais avanços não aconteceram foi porque a oposição, comandada pelo PT impedia a votação pois pra eles sempre valeu o quanto pior, melhor.

E ainda, o governo de Alckmin no estado que mais produz e gera recursos e recebe todos brasileiros que dele precisarem, o Estado de São Paulo, teve aprovação de 70% dos paulistas, isso no seu segundo mandato! Basta ver a eleição de José Serra para governador, já no primeiro turno, reflexo da aprovação dos governos do PSDB no estado.

Desculpe o tamanho de meu comentário, mas não aguento mais ler e ouvir as mentiras que os petralhas recitam há doze anos! Usam o sistema que Hitler usou: uma mentira repetida muitas vezes, torna-se verdade. E no caso das privatizações se revoltam por não terem também elas para se locupletar e mentem, mentem ... porque esse governo petralha não as estatizou novamente?

Águas da Vida disse...

Querida Hilda seu comentario é explicito, espero que se alguem se sentir ofendido comente também em defesa da parte em questao, eu particularmente nao tomo partido de nenhum dos dois, leio muito sobre ambos e na minha opiniao Alckmin é um belo retrato a ser mostrado no exterior, de um presidente culto, inteligente, independente da capacidade intelectual...Que vença o melhor, qual sera?
Big Kiss

eduardo disse...

Dilema...