Translate

quinta-feira, setembro 28, 2006

VISITA À GALERIA TOULOUSE


Fui acompanhado de minha tia V no segundo dia da exposição do artista John Nicholson. O dia estava ensolarado, mas escondia chuva forte à noite. A galeria fica no Shopping da Gávea. Ela é pequena e de dois andares. Nela estão doze quadros do artista. Existe somente um texto de apresentação: “ A janela de venezianas pela qual a figura feminina olha o exterior em A janela no inverno e na Manhã ensolarada pertencem certamente a uma casa eclética do Rio de Janeiro do começo do século passado. A mesma sensação de familiaridade é deflagrada pelo piso de tacos de madeira clara e escura, dispostas em xadrez tal como aparece nas telas Antes do banho e In the sunlight ou pelas portas internas da casa que comunicam quartos com outros; sem falar no lugar destinado aos aparelhos de ar condicionado tapado com madeira sob algumas janelas. Tudo isso é reforçado por indicações concreta( móveis iguais, características arquitetônicas semelhantes, etc) de que, ao menos em parte dos trabalhos, estamos numa mesma casa. Por outro lado, as figuras femininas de todos os quadros da mostra, embora sozinhas, não estão na solidão da incomunicabilidade. Seu isolamento é normal e necessário se considerarmos as circunstâncias que envolvem os atos de tomar banho, vestir-se e contemplar. Sua intimidade não foi violada por um olhar voyeur, mas partilhada por alguém que a ela pertence, o próprio artista.”. (Fernando Cochiarale curador do MAN( Museu de Arte Moderna no Rio de Janeiro).Tia V reparou que não havia referências do Nicholson. Havia somente uma pessoa que estava ali para esclarecer algumas dúvidas do público. Li algumas notas referentes ao artista e a sua obra no site No Mínimo.O texano John Nicholsonn veio morar no Rio de Janeiro em 1977. Tornou-se professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage e é considerado um dos mestres da Geração 80.“...Inicia a carreira de professor de pintura na Escola de Artes Visuais do Parque Lage em 1980, ano em que participa de diversas mostras coletivas no Rio de Janeiro e produz, em conjunto com Luiz Aquila e Claudio Kuperman, a Grande Tela, gigantesco painel que representa um claro manifesto de afirmação da pintura. Por causa de sua atuação como pintor e professor nesse período, Nicholson torna-se um dos mestres da chamada Geração 80, lançada no Brasil em exposição histórica realizada no Parque Lage em 1984. Sua pintura, inicialmente figurativa, se transforma a partir da mudança para o Brasil e da convivência com Luiz Aquila, companheiro de ateliê durante alguns anos que passa a apoiá-lo na criação abstrata. Suas obras, atualmente, expressam essa abstração através do uso da superposição de planos e das cores fortes da pop arte e do expressionismo abstrato. ” ( Galeria Virtual da Estácio). Na exposição "In Private", que aconteceu na na Galeria Toulouse no Shopping da Gávea (no Rio), John Nicholson mostra quadros de pinturas figurativas, misturando vários estilos de tradicionalismo e novidade, nos quais retratam cenas cotidianas de intimidade feminina. Inspirou-se no pintor Edward Hopper, o qual retratou subjetivamente a solidão urbana. A obra de Hopper foi influenciada nos estudos psicológicos de Freud, que procuravam entender a subjetividade do homem moderno. Suas obras são consideradas como estilo “realista imaginativo”. Não quer só retratar uma realidade, mas mostrar através da pintura suas impressões e emoções em relação ao seu olhar sobre o mundo em que vive. Contrapõe-se com o realismo positivista, que acredita expressar a realidade. Contudo, não deixa de ser subjetivo esse olhar. Arte está inserida na disciplina da Estética, que originalmente em grego aíthesis, que significa sensação, sentimento e estuda sua integração nas ações físicas e mentais. Nas pinturas de Hopper encontramos uma representação da solidão, através do vazio expressado pelas figuras anônimas que jamais se comunicam.Considerando estas referências, podemos acompanhar o desenvolvimento atual das pinturas de John Nicholson. Ele utilizou tinta óleo sobre telas, aplicou a técnica de empastamento (relevo produzido em um quadro por uma camada espessa de tinta), retratando mulheres em situações cotidianas de intimidade: preparando-se para o banho, olhando pela janela, mirando-se no espelho, sentada no sofá da casa ou entrando e saindo do quarto. A natureza aparece apenas através das janelas abertas, contemplada pela modelo, como nas telas “A Janela no Inverno” e “Manhã ensolarada”. A repetição de elementos em várias telas, como “Leaving the room” e Back ligthing” nas quais a mulher sai e entra no mesmo quarto, dão a entender ao espectador uma impressão de movimento. Em outras como “In the sunligth” e “Formando um arco” repetem-se móveis e outros objetos, reafirmando uma certa continuidade à ação retratada. Há uma mistura de várias referências artísticas fragmentadas do tradicional ao contemporâneo, que caracteriza a Arte na Pós Modernidade. Representações efêmeras do cotidiano urbano. No meu ponto de vista, a mulher que pintada por John Nicholson pode ser de qualquer parte do mundo.Obra de arte ao decorrer do tempo, vem se afirmando como mercadoria cultural. Não há uma visão de alta cultura como de Adorno, em que a Arte autêntica é pura e não se rende ao consumo. Como a exposição está num shopping, muitas pessoas que compram roupas entre outras coisas podem dar uma passadinha para apreciar arte. Não precisam conhecer a vida e a obra dos artistas, como acontece na exposição em museus ou centros culturais, que contextualizam as obras de arte. Então o indivíduo não precisa sair do cotidiano para contemplar uma obra de arte.
***
notitia.presentation.

universidarte/john_nicholson.asp

obras/indexobras.htm

4 comentários:

Águas da Vida disse...

Muito instrutivo e cultural seu post de hoje, parabéns!
Big Kiss

CIÇA disse...

Muito Cultural o post. Adoro uma cultura quando visito Blogs.
Nada como aprender um pouco de Arte!!!
Parabéns Querida!!!
Beijinhos...
CIÇA

Hilda disse...

Muito bom! Arte é sempre O Assunto!
Dudv, gostei!

neidemel disse...

Olá minha querida!
Vim deixar um carinho, um beijo e te desejar um ótimo fim de semana cheio de muitas energias positivas, paz, luz, alegria na sua vida .seu cantinho é um encanto, parabens. querida perdi meu blog grito de amor, só fiquei com um deixo o enndereço de um outro que estou!! bjos