Translate

sexta-feira, setembro 15, 2006

Reflexões

Há pouco tempo estava na estrada em direção à São Paulo, quando o celular tocou. Era alguém que me aguardava chegar. Essa facilidade de comunicação me fez pensar. Na véspera havia lido sobre uma pesquisa científica na área da medicina de uma nova droga, já quase em lançamento. Lembrei das Células Troncos, dos embriões fertilizados in vítreo, claro que também lembrei da Internet. Recordei a vida antes do e-mail e do celular.

Pude me perder nessas divagações porque não era eu a motorista e pela subida toda da Serra do Mar até chegar ao Planalto continuei meditando. Comecei a imaginar o que leva um cientista, ou um pesquisador a ir numa direção, e através de combinações de matérias ou materiais e técnicas, chegar ao resultado final dessas coisas que aceitamos sem sequer questionar como chegaram até nós, e que tanto nos servem?

Quem acende a primeira fagulha nos cérebros dos cientistas, dos pesquisadores, dos inventores? Quem sentiu, por exemplo, a necessidade de se criar a telefonia móvel?

Foi nesse instante que tive, pela primeira vez, a sensação do que é a Providência Divina. Só pode ser Ele, que conhecendo as necessidades dos homens, cada vez maiores e mais complexas, sopra nas mentes privilegiadas a solução necessária.

Essa semana li as palavras do Papa Bento XVI em Munique, Alemanha, onde o pontífice advertiu as sociedades modernas para que não deixem que a confiança na ciência e na tecnologia possa abalar a mensagem de Deus. E afirmou que atualmente a população sofre uma “certa surdez” quando se trata de Deus. Disse que existem freqüências demasiadas que enchem nossos ouvidos. (Fonte Reuters).

Será muita vaidade minha pensar que as palavras do Papa Bento XVI me dizem estar certa em minha conclusão?

E você, o que pensa sobre todas as conquistas das ciências e das tecnologias?

6 comentários:

Águas da Vida disse...

Querida Hilda penso que é igual quando estamos doentes, nos sentimos mais humanos, mais doces, por que sera que todo doente é mais doce com ele mesmo e a vida? E quando estamos desempregados, na pobreza somos uma coisa quando estamos no auge, com bom emprego, dinheiro somos outra...Acho que os seres humanos realmente quando estao ganhando algo, esquecem da realidade de quem esta presenteando, a ignorancia de cada ser esta ai em nao saber distinguir quem é a causa dos presentes que ganhamos na vida, e a causa so' é DEUS, querendo nos ajudar na evoluçao.
Lindo post.
Big Kiss

eduardo disse...

Ciência é bom, mas não se transformar numa caisa de força e a gente perder o lirismo poético.

CIÇA disse...

Olá Queridas:
Sinceramente penso que homem se esquece da religião ou quando não isto se torna fanatismo como a internet, a tecnologia, o homem tem que saber dosar e não deixar tudo se tornar fanatismo, pois para o homem tudo é 8 ou 80, ou não dá atenção ou vira fanático, é preciso ter dosagem e consciência para tudo e não viver totalmente a mercê.
Estou entrando hoje também para divulgar meu outro Blog no Blig que acrescentarei mensagens sobre minha autoria, aguardo sua visita por lá, mas não se esqueçam de aparecer em Minha Página Especial também ok?
http://anjoasamorena.zip.net
Beijos no Coração...
CIÇA

Quiron disse...

A tecnologia vem para servir ao homem, e cabe ao homem mante-la assim. Os que não estão adaptados a ele tem por obrigação correr para poder ser competitivo, é cruel??? Não é a vida. A vida é assim em todas as comunidades de seres vivos. Os melhores os mais adaptados sobrevivem.

Fatima Gama disse...

Ola amiga Hilda
Desculpe só hoje vir comentar, mas sei que sabe que ando com muito trabalho, cobrindo as férias de uma colega e acumulando a minha função estou quase uma morta viva rsr, quanto a reflexão acredito que Deus nos dá o ´livre arbítrio e um cérebro para inventar coisas boas ou ruins, alguns usam para arquitetar projetos como internet, celulares e cosias para facilitar nossa vida, coisas úteis e outros para fazerem a bomba atômica, se seu pensamento for verdade Deus nos ajudou a fazer as boas e o demônio as ruins né? Pode ser amiga, te desejo um lindo fim de semana e a toda equipe claro! Bjs

Luiz Alberto Machado disse...

Seu questionamento é importanto num momento em que a emergência tecnológica dita o caminho quando ela é oferecida para servir.
Beijabrações
www.luizalbertomachado.com