Translate

segunda-feira, setembro 25, 2006

Nordeste Oculto

Milhares de pobres, miseráveis, vivendo em casas de barro, prontas para cair na primeira chuva que vier, se vier chuva. Esta é a imagem que muitos do centro-sul têm do nordeste.
A verdade é que a realidade é muito diferente do que se faz conhecer pela mídia. Se eu não vivesse no nordeste, também teria o mesmo pensamento sobre esta região. Afinal, tudo o que mostram na televisão é a miséria que há aqui, e miséria há em todo lugar.
Os próprios documentários feitos pelos filhos do nordeste sempre trazem consigo a retratação da seca. Ainda hoje não houve um que se dispôs a mostrar a verdadeira beleza do nordeste.
O propósito deste texto é mostrar o que o nordeste realmente representa para o Brasil.
Em 1500, quando o Brasil foi “descoberto”, a primeira cidade em que aportaram foi uma cidade nordestina. Desde então, tudo o que se produzia economicamente, era no nordeste. As plantações de cana-de-açúcar renderam muitos vinténs para nós. Éramos o pólo econômico do Brasil.
Alguns se aventuravam em ir à Amazônia em busca das “drogas do sertão”. Mas foi somente quando encontraram ouro em Minas Gerais, que o pólo econômico foi mudando.
As cidades foram se desenvolvendo, e enfim, o eixo centro-sul tornou-se o mais importante, e por causa do café, receberam investimentos o suficiente para se desenvolverem. Não esqueçam, pois que o centro-sul estava intimamente ligado com o nordeste, pois o açúcar, principalmente em forma de rapadura, a carne de gado, etc., vinha tudo do nordeste.
Hoje, pelo tamanho desenvolvimento, o centro-sul do país tornou-se palco para uma das as mais violentas guerras urbanas do mundo, fora a troca de valores da sociedade e a aculturação.
Vemos que os nordestinos sabem muito mais sobre o centro-sul que seus próprios moradores, e estes não sabem nada sobre o nordeste. A educação no nordeste é a melhor do Brasil, mas devido à investimentos, as universidades do centro-sul tornaram-se relativamente melhores que as do nordeste, e isso ocasionou milhares de nordestinos estudando nas mesmas. Em alguns estados, vemos que quando chegam ônibus de estudantes nordestinos para prestar vestibular, os vestibulandos locais se enchem de medo, pois sabem do nosso nível, muitos até desistem quando vêem o número de nordestinos que chegam para ser seus concorrentes. Aconteceu até o fato de existir um out-door com a seguinte frase: "Quer passar no vesibular? Mate um piauiense!".
Há milhares de casos que estudantes vindos do centro-sul são rebaixados a séries anteriores, ou seja, do primeiro ano para a oitava série, por exemplo, por não conseguirem acompanhar o ritmo de estudos daqui. Há vários casos de pessoas que reprovam aqui e são os melhores alunos de escolas particulares do centro-sul.
Muitos pensam que em Teresina, por exemplo, não tem água, energia elétrica, carro, asfalto, nem coca-cola! E aqui tem tudo isso e mais, muito mais!
As cidades nordestinas são as mais belas. As praias do nordeste são especiais, aqui não falta sol mesmo. E o fato de pensarem ser seco o ano todo é o maior equivoco que cometem. Apenas uma faixa estreita do nordeste que é o famoso sertão e que é realmente seco, o resto, ou seja, uns 90% do nordeste tem abundância de água. Aqui o desenvolvimento chegou e “bem chegado”. A única coisa que talvez não tenhamos com abundância, são as chuvas, que têm, em certos lugares, períodos rígidos para se precipitarem.
Concluindo, a mídia deturpa a tudo e a todos. Não é querendo falar mal do centro-sul, que com certeza é um local maravilhoso, de pessoas ótimas, conheço vários, e tenho até parentes morando no centro-sul, mas apenas comparei certas características gritantes para mostrar pelo menos o mínimo possível o quão o nordeste é diferente do que aparece na televisão!

Um comentário:

Águas da Vida disse...

Desde que existe o mundo, existira sempre essas divisoe tolas, acho que seria bem mais facil se nao houvesse distinçao, o mesmo tratamento pelo norte que ha no sul.
Afinal somos todos filhos do planeta terra.
Big Kiss