Translate

sábado, agosto 26, 2006


Mostra busca defender o direito das lésbicas

O evento pretende divulgar produções artísticas que traduzam o amor entre mulheres
Do JC OnLine
Cerca de 30 artistas plásticas, fotógrafas, artesãs, escultoras, desenhistas, poetas e ilustradoras apresentam seus trabalhos durante a III Mostra Artístico-Cultural: O Amor entre Mulheres. O evento inicia nesta sexta-feira (25) e segue até o sábado (26), das 10h às 22h, no Teatro do Parque. A iniciativa é do Instituto em Defesa da Diversidade Afetivo-Sexual (Divas), organização lésbica e feminista que visa defender o direito à livre orientação e expressão sexual de mulheres lésbicas e bissexuais do Estado.

A exposição, cuja entrada é gratuita, integra as ações políticas que diversos grupos de lésbicas de todo o Brasil estarão realizando, neste mês de agosto, quando no dia 29 é comemorado o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica. O evento pretende divulgar, inclusive, produções artísticas que traduzam o amor entre mulheres. O público também vai participar de debates, recital poético, exibição de filmes e vídeos lésbicos, além de exposição de livros sobre a temática Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros (LGBT).
Uol

Fatima Gama comenta:

Cada uma que inventam, eu não sou contra e nem a favor, muito pelo contrário , mas nossa cultura anda não aceita este tipo de coisa, ainda agride, algumas até entendem que cada um tem o direito de fazer de suas vidas o que bem entender e aceitam, outras criticam e é uma maneira deles protestarem contra a discriminação. Eu nem sabia que existia o dia nacional da visibilidade lésbica rsr. Deve ser uma exposição interessante e eu gostaria muito de ver. Parece um trabalho bonito embora meu gosto sexual seja outro rsr

3 comentários:

Águas da Vida disse...

Amiga eu sou a favor da liberdade de cada ser humano o livre arbitrio de decisao, um mundo onde nao haja pessoas diferentes e sim pessoas com modos diferentes de pensar. Excelente post.
Big Kiss

Hilda disse...

Que babaquice, não Fátima? Nada contra preferências sexuais, cada um escolha a sua e seja feliz, mas dia nacional da visibilidade lésbica, vamos combinar, é muito, não? E os heterossexuais, nada de dia pra nós? Isso é preconceito!

Gabriela Iscariotes disse...

Hilda, também não existe nenhum "Dia dos Homens" no calendário. Esse "dia lésbico" não é nada mais que uma maneira de uma minoria dizer "eu existo, não quero ser ignorada e tenho meus direitos", coisa que os héteros não precisam.