Translate

sábado, julho 08, 2006


20 anos depois, Rádio Táxi volta e vê música atual "sofrível"

Donos de sucessos como Garota Dourada e Eva (mais tarde assimilada pelo axé de Ivete Sangalo e sua Banda Eva), o Rádio Táxi não chegou a ver o final da década de 80. Com quatro discos lançados, em 1987 o grupo se dissolveu, cada integrante para um canto. O curioso é que agora, 20 anos depois, a banda se reúne novamente e dá a impressão de querer retomar a carreira do ponto onde ela parou com o CD e DVD Ao Vivo, que chega agora às lojas.
Para o guitarrista Wander Taffo, que já tocou com a Rita Lee e hoje é um respeitado professor de música, a reunião foi tão natural quanto a separação. "Há quatro anos vínhamos cogitando a volta, esperando o momento certo", conta. Com Maurício Gasperini (vocalista), Lee Marcucci (baixo, ex-Tutti-Frutti) e Gel Fernandes (bateria), Taffo garante que o novo CD não é um "caça-níqueis" na esteira do resgate da música oitentista, mas a completa volta do Rádio Táxi à ativa.
Para ele, parte do recente interesse pela música dos anos 80 se deve, em primeiro lugar, pela boa qualidade das composições da época. E, em segundo, pela pouca qualidade da música atual. "O nível técnico hoje em dia é sofrível", opina Taffo, ele próprio conhecido por ser um virtuose da guitarra. "Também, com 30 anos de carreira, o cara tem obrigação de saber tocar seu instrumento!", comenta.
No quesito técnico, o Ao Vivo do Rádio Táxi faz jus à fama dos músicos. Os novos arranjos, sem baterias eletrônicas, conta com a adição de violinos, metais e até uma steel guitar sob o comando de Luiz Carlini, do Made in Brazil. O resultado é uma renovação de músicas antigas, como Dentro do Coração (Põe Devagar) e Sanduíche de Coração.
Apesar da qualidade técnica dos músicos, Taffo afirma que, no fim das contas, habilidade não é tudo. "Na música, não importa o que você sabe tocar, mas o que você toca", diz. E assim, sem recorrer a artifícios para alavancar vendas, o Rádio Táxi volta querendo mostrar sua arte. "O que está no DVD é nossa verdade, apenas quatro caras tocando", conclui Taffo.
Terra

Fatima Gama comenta:
Uma ótima notícia, só tenho anunciado ultimamente fim de bandas e hoje anuncio também um retorno, que ótimo, é uma excelente banda, lembro bem deles, Eva e Garota Dourada são lindas músicas, seu som é meio parecido com o som do Roupa Nova, gostoso demais de ouvir, que venham mesmo e tragam a magia dos anos oitenta que infelizmente não contaminou nem os anos 90 e nem o atual!

3 comentários:

Águas da Vida disse...

Belos tempos...O que é bom nao pode morrer!
Big Kiss

Sergio disse...

Olá, Fatima!

Gostava de ´´Garota Dourada`´, era a musica que gostavamos de cantar com a turma nas reuniões de praia, e acampamentos.

Um beijo e bom fim de semana

Gabriela Iscariotes disse...

Acho um tanto quanto pretencioso da parte desse cara falar que "os anos 80 voltaram porque naquela época só tinha coisa boa, e hoje só tem porcaria". Tinha muita merda nos anos 80, sim, assim como tem muita coisa boa hoje em dia.

E acho que esse retorno dos "anos 80" é apenas isso: alguém reparou que nostalgia vende muito bem e todo mundo resolveu faturar em cima. Tem muita música ruim tocando aí e o povo ouve feliz e compra o disco não porque a música é boa, mas porque aquilo ali lembra a infância/adolescência.

Sinto muito se fui meio mal-humorada, mas na minha opinião esse "revival Anos 80" já encheu o saco há tempos.